quinta-feira, 23 de abril de 2009

A Ignorância


Namastê

Hoje decidi falar de um assunto que estava planejando há algumas semanas. A ignorância.

Por hipocrisia minha critico muito pessoas que são ignorantes por gosto, por não querer saber das coisas mesmo tendo oportunidade. O clássico cego que não quer ver...
Ou aquele que olha o dedo ao invés de olhar a Lua, conforme disse o sábio Bruce Lee, recentemente quotado neste blog.

Entretanto esqueço-me que somos todos ignorantes dentro de nossos conhecimentos, pois nem sempre o que julgamos saber, o é. Na maioria das vezes estamos enganados aliás. Não por saber o "errado", mas por esquecermos que uma mesma coisa pode ter diferentes verdades.

Umbanda.

Sempre olhei com maus olhos esta crença por N motivos, dentre eles o "ouvi falar que..." e assim por diante. Nos deixamos agregar conhecimentos de outros como se fosse o nosso. E não o é.

Pra quem não sabe o que é umbanda e pra quem julga saber, principalmente para os que julgam saber, eu recomendo este link: Umbanda - Saindo da Matrix

Quem diria que seria possível um conhecimento, teoricamente, bem presente na nossa sociedade brasileira, fruto de misturas diversas, se apresentar tão desconhecida para as pessoas em geral? E me incluo nelas...

Quem diria que a Umbanda, um crença tida erroneamente como afro-descendente, poderia ter suas origens nas crenças tibeto-nepalesas?

Enfim, não vou dar spoilers nem ouso copiar as palavras do link que foram tão bem escritas para iluminar nosso conhecimento sobre tal crença. Leiam por vocês mesmos e surpreendam-se!

Claro, não podemos também perder a noção que está é uma das várias possíveis verdades sobre um tema, mas lembro também que a única certeza deste mundo, é a morte [e o ciclo das coisas], então, aproveitem!

Boa leitura!

_____________________________

Palavras não podem expressar a Verdade.

Aquilo que as Palavras expressam não é a Verdade.

"Subhuti, não afirmeis que o Tathagata concebe a idéia: ‘Eu indiquei um Ensinamento’. Pois se qualquer um disser que o Tathagata indicou um Ensinamento esta pessoa realmente calunia o Buddha, e é incapaz de explicar o que ensino. Para qualquer sistema que pretenda declarar a Verdade, a Verdade de fato não é declarada; apenas damos a estes sistemas o nome de ‘uma declaração da Verdade".

Até os próprios Ensinamentos são relativos, pois as palavras não podem descrever e conceituar o Absoluto, são como sinais de trânsito apontando o caminho para a Verdade, mas não são a própria Verdade. Na realidade o caminho também não existe porque a Verdade não vai nem vem, sempre esteve aqui e agora conosco, o tempo todo desde sempre, não havendo necessidade de dar um só passo para encontrá-la.

Um comentário:

  1. O que é Budismo?
    http://www.nossacasa.net/shunya/default.asp?menu=112

    ResponderExcluir

Comente!

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.